Skip to content

“Grand Prix de la Petite Chanson”

Na festa das escolas europeias de Berlim, no final do ano lectivo 2018-2019, a escola Neues Tor ganhou o primeiro prémio do “Grand Prix de la Petite Chanson” com esta performance que junta variados elementos da tradição musical portuguesa e ainda um rap de emancipação feminina numa composição harmoniosa e surpreendente. Dois apontamentos rápidos: – Contar com um músico e compositor como o Tiago Cutileiro – e, neste projecto, também com a colaboração da artista e compositora Sofia Borges – para assegurar as aulas de Educação Musical é algo que não acontece em qualquer escola. A Neues Tor está de parabéns pela qualidade do ensino de Música que oferece aos seus alunos. – É com enorme orgulho que a Associação 2314 sublinha o contributo enriquecedor dos bombos para esta composição. O projecto de trazer a Berlim os ritmos e os instrumentos de percussão tradicionais portugueses, iniciado há cerca de um ano com o apoio do Ministério dos Negócios Estrangeiros, já começou a dar bons frutos.

This slideshow requires JavaScript.

16.6.2019 Sardinhada

Na já tradicional sardinhada dos portugueses, ao bom tempo e à habitual alegria dos participantes este ano juntaram-se ainda o grupo de folclore de Berlim e o grupo de bombos.
Ao senhor Machado, que esteve todo o dia de serviço aos grelhadores, o nosso muito obrigado.
Agradecemos também aos tantos que tão generosamente se ofereceram para ajudar e para tornar esta sardinhada mais agradável para todos. Assim, dá realmente gosto!


Os workshops de Bombos foram realizados com o apoio do Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE).

 

7-9.6.2019 Bombos no Karneval der Kulturen

O Karneval der Kulturen contou com três workshops de Bombos e Ritmos Portugueses.

Os workshops foram dados no palco da “Shanti Town”, na Blücherplatz, junto à Amerika-Gedenk Bibliothek – U Hallesches Tor.

Uma iniciativa da Associação 2314 e do Karneval der Kulturen, com o apoio do Ministério dos Negócios Estrangeiros de Portugal (MNE).

comunidades portuguesas

11.11.2018 Magusto de São Martinho

O Magusto de São Martinho 2018 foi um evento conjunto da Associação 2314 e o SuperIbérico, e teve vários workshops de Bombos.

A escola de música tradicional portuguesa é um projecto apoiado pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE).

comunidades portuguesas

17-20.10.2018 Portuguese Cinema Days in Berlin 2018

I DON´T BELONG HERE by Paulo Abreu, 2017 – doc.

SAINT GEORGE / SÃO JORGE by Marco Martins, 2016

THE NOTHING FACTORY / A FÁBRICA DE NADA by Pedro Pinho, 2017

FÁTIMA by João Canijo, 2017

WHO IS BARBARA VIRGINIA? / QUEM É BÁRBARA VÍRGINIA? by Luísa Sequeira and Eduardo Sama, 2017 – doc.

TALK: THE FÁTIMA PHENOMENON With João Canijo and António Marujo

 


Esta mostra de cinema foi realizada com o apoio do Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE)

1.7.2018 Sardinhada

Em 2018, a Sardinhada dos portugueses teve lugar no Volkspark Friedrichshain, e contou com um workshop de Biodanza com Evandro Oliveira e Eleonora Caielli, e a actuação do Grupo Folclórico de Berlim.

27.03.2018 Encontro de artistas portugueses em Berlim

comunidades portuguesas

 

A Associação 2314 organizou um encontro para os artistas portugueses em Berlim, no dia 27 de Março, às 19:30, no Hotel Pestana. O encontro pretendia ser um primeiro espaço de conhecimento mútuo e partilha.
Houve um animado debate sobre o tema “Artistas portugueses em Berlim: obstáculos, oportunidades e desafios”, e um concerto com Carlos Bica (Contrabaixo), André Santos (Guitarra), Ana Rocha (Voz) e Filipe Duarte (Guitarra).

Esta iniciativa teve o apoio do Ministério dos Negócios Estrangeiro (MNE), do Hotel Pestana e do SuperIbérico.

São Martinho, castanhas e vinho – e concertina

Por sorte, no dia do primeiro Magusto da 2314 os santos puseram-se de acordo: São Martinho pediu o bom tempo que lhe dá a fama, e São Pedro deu-nos o melhor tempo possível em Novembro e em Berlim.
Para os portugueses que vieram foi uma bela tarde de domingo, que começou com as tradicionais castanhas assadas e continuou pelo serão adentro com guitarra e concertina, bailarico e muita alegria.
Um grande “muito obrigado!” ao Super Ibérico, e ao casal Maria do Céu e Paulo Pereira, que foram os nossos extraordinários assadores de castanhas.
Para o ano há mais!

 

 

 

 

 

 

 

Cinema Português na Escola Kurt Schwitters – uma conversa com Eduardo Brito

 – Quis fazer uma homenagem ao cinema expressionista alemão, e…
– Desculpe. Uma pergunta: o que é o cinema expressionista alemão?
O argumentista e realizador Eduardo Brito parou, sorriu, e levou-nos aos primórdios do cinema, quando a técnica recentemente inventada era usada para gravar cenas do quotidiano, e alguns realizadores começaram a contar histórias cheias de dramatismo e a usar os recursos possíveis para criar tensão e suspense. Depois mostrou o seu “O Facínora”, e repetiu algumas cenas do filme para melhor explicitar o que dissera sobre a ligação ao expressionismo de há cem anos. Mostrou também o seu filme mais recente, “Penúmbria”, que vinha apresentar a vários festivais alemães. Mais uma vez repetiu cenas para exemplificar algumas das escolhas e das dificuldades da produção, e contou vários episódios curiosos do processo de criação e realização.

Esta conversa aconteceu em Outubro deste ano, na Escola Kurt Schwitters, em Berlim, no âmbito de um ciclo de eventos que a 2314, Associação Cultural Portuguesa em Berlim, está a preparar com a equipa da Coordenação do Ensino de Português na Alemanha, de forma a oferecer aos alunos uma perspectiva mais aprofundada sobre esta área da cultura, em particular na sua especificidade portuguesa. Esta iniciativa insere-se num projecto mais alargado de trazer cinema português a Berlim.

Os alunos participaram animadamente na conversa, que lhes tornou o trabalho de fazer cinema algo muito mais palpável e próximo. No decorrer da sessão abriram-se portas para os mais interessados darem os primeiros passos nesta área cultural.
A 2314 agradece a Eduardo Brito a generosidade da presença e a competência, o profissionalismo e o entusiasmo com que conduziu esta sessão. Agradece igualmente à Coordenação do Ensino de Português na Alemanha todo o apoio prestado.
E – last but not least – agradece as sugestões e o trabalho de Tiago Cutileiro, sem o qual esta sessão não teria sido possível.