Skip to content

Zé Mário Branco

Há vinte anos fiz uma viagem de carro Lisboa – Porto com o José Mário Branco, rumo a um espetáculo comemorativo dos 25 anos do 25 de Abril chamado “As Margens da Alegria”. Depois de uma semana de ensaios era a primeira vez que tinha a oportunidade de lhe dizer que adorava a sua música e que sabia de cor todas as letras de pelo menos três álbuns. Mas faltou-me coragem e não lhe disse nada. Durante a viagem conversou-se sobre Fernando Lopes-Graça, o Camané, Leça da Palmeira, os azulejos da Estação de S.Bento, a poesia de Antero… Foram duas semanas de trabalho em que cada minuto foi uma lição. Creio que as fotos dessa digressão se terão perdido no incêndio que destruiu a antiga sede do Tocá Tufar e nunca escrevi as minhas memórias desses dias. Por isso, quando eu morrer, essas memórias irão comigo. A música do Zé Mário ficará para sempre e o Carvalhal será sempre nosso.

Sofia Borges

Uma das músicas tocadas nessa comemoração foi “Eu vi este povo a lutar (Confederação)” do álbum “Ser solidário”, com instrumentos musicais tradicionais portugueses.

 

“Ruth” nos Portuguese Cinema Days in Berlin 2019

A mostra Portuguese Cinema Days in Berlin 2019 arrancou com a estreia na Alemanha do filme Ruth e a presença do realizador António Pinhão Botelho.

Podia falar de tudo o que correu bem – a casa cheia, o longo debate com o público no final, as perguntas muito boas que foram feitas ao realizador, as respostas muito boas que ele deu, e mais o seu pedido a uma senhora da assistência “dá-me licença de anotar estas suas palavras para as usar de futuro?”, a conversa que se prolongou animada no foyer do Moviemento – mas prefiro focar-me no que para mim vai ficar inesquecível:

– a cara do Tiago Cutileiro quando, depois de apresentar o filme, desenrolou um cachecol do Sporting e o pôs à volta do pescoço;

– o abraço amigo entre este sportinguista e este benfiquista (um benfiquista de pai e mãe!)

Na abertura da nossa mostra de cinema português em Berlim, foi um nunca acabar de golos: Ruth marcou golos, o António Pinhão Botelho marcou golos, a Fátima Lacerda marcou golos, o Tiago Cutileiro marcou golos, o público marcou golos, as Embaixadas de Portugal e de Moçambique marcaram golos, o cinema Moviemento marcou golos, e até o vinho do Porto mandou alguns à trave. Eu marquei um franguito ou dois, mas não interessa: o resultado final foi francamente positivo, e ganhámos todos, pois claro!

No dia 7 é a vez de Raiva, de Sérgio Tréfaut. Um filme que é um nunca acabar de prémios.

[ Helena Araújo ]

Portuguese Cinema Days in Berlin 2019


PROGRAMA / PROGRAM



30.09 – 19:30 – RUTH – Première in Germany
António Pinhão Botelho, 2018, drama
Special Guest: António Pinhão Botelho

07.10 – 20:00 – RAIVA / RAGE
Sérgio Tréfaut, 2018, drama

17.10 – 20:00
I. PRONTO, ERA ASSIM / THAT’S HOW IT WAS
Joana Nogueira + Patrícia Rodrigues, 2015, animated documentary / documentário animado

II. LUZ OBSCURA / OBSCURE LIGHT
Susana de Sousa Dias, 2017, documentary / documentário

21.10 – 20:00 – DIAMANTINO
Gabriel Abrantes + Daniel Schmidt, 2018, drama

29.10 – 20:00 CHUVA É CANTORIA NA ALDEIA DOS MORTOS / THE DEAD AND THE OTHERS
João Salaviza + Renée Nader Messora, 2018, drama

Kino Moviemento – Kottbusser Damm 22 – Berlin Kreuzberg
Ticket Price / Preço: 5 €

All films, except “Diamantino”: original Portuguese version with English subtitles
Diamantino: original Portuguese version with German subtitles

Portuguese Cinema Days in Berlin 2019 are an initiative of 2314 – Portugiesischer Kulturverein in Berlin e.V., supported by Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE).

“Grand Prix de la Petite Chanson”

Na festa das escolas europeias de Berlim, no final do ano lectivo 2018-2019, a escola Neues Tor ganhou o primeiro prémio do “Grand Prix de la Petite Chanson” com esta performance que junta variados elementos da tradição musical portuguesa e ainda um rap de emancipação feminina numa composição harmoniosa e surpreendente. Dois apontamentos rápidos: – Contar com um músico e compositor como o Tiago Cutileiro – e, neste projecto, também com a colaboração da artista e compositora Sofia Borges – para assegurar as aulas de Educação Musical é algo que não acontece em qualquer escola. A Neues Tor está de parabéns pela qualidade do ensino de Música que oferece aos seus alunos. – É com enorme orgulho que a Associação 2314 sublinha o contributo enriquecedor dos bombos para esta composição. O projecto de trazer a Berlim os ritmos e os instrumentos de percussão tradicionais portugueses, iniciado há cerca de um ano com o apoio do Ministério dos Negócios Estrangeiros, já começou a dar bons frutos.

This slideshow requires JavaScript.

16.6.2019 Sardinhada

Na já tradicional sardinhada dos portugueses, ao bom tempo e à habitual alegria dos participantes este ano juntaram-se ainda o grupo de folclore de Berlim e o grupo de bombos.
Ao senhor Machado, que esteve todo o dia de serviço aos grelhadores, o nosso muito obrigado.
Agradecemos também aos tantos que tão generosamente se ofereceram para ajudar e para tornar esta sardinhada mais agradável para todos. Assim, dá realmente gosto!


Os workshops de Bombos foram realizados com o apoio do Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE).

 

7-9.6.2019 Bombos no Karneval der Kulturen

O Karneval der Kulturen contou com três workshops de Bombos e Ritmos Portugueses.

Os workshops foram dados no palco da “Shanti Town”, na Blücherplatz, junto à Amerika-Gedenk Bibliothek – U Hallesches Tor.

Uma iniciativa da Associação 2314 e do Karneval der Kulturen, com o apoio do Ministério dos Negócios Estrangeiros de Portugal (MNE).

comunidades portuguesas

11.11.2018 Magusto de São Martinho

O Magusto de São Martinho 2018 foi um evento conjunto da Associação 2314 e o SuperIbérico, e teve vários workshops de Bombos.

A escola de música tradicional portuguesa é um projecto apoiado pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE).

comunidades portuguesas

17-20.10.2018 Portuguese Cinema Days in Berlin 2018

I DON´T BELONG HERE by Paulo Abreu, 2017 – doc.

SAINT GEORGE / SÃO JORGE by Marco Martins, 2016

THE NOTHING FACTORY / A FÁBRICA DE NADA by Pedro Pinho, 2017

FÁTIMA by João Canijo, 2017

WHO IS BARBARA VIRGINIA? / QUEM É BÁRBARA VÍRGINIA? by Luísa Sequeira and Eduardo Sama, 2017 – doc.

TALK: THE FÁTIMA PHENOMENON With João Canijo and António Marujo

 


Esta mostra de cinema foi realizada com o apoio do Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE)

1.7.2018 Sardinhada

Em 2018, a Sardinhada dos portugueses teve lugar no Volkspark Friedrichshain, e contou com um workshop de Biodanza com Evandro Oliveira e Eleonora Caielli, e a actuação do Grupo Folclórico de Berlim.